Seja também um sócio

Somos 10 torcedores

Meta 20.000

Notícias

Ôôô Limoeiro é tricolor

Por Samarone Lima

Amigos corais, semana passada fui informado que iria à cidade de Limoeiro, numa missão oficial: participar da carreata organizada na cidade a cada conquista do Santa. Por conta do jogo contra a Chapecoense, a diretoria e time não poderia participar.

Botei meu melhor terno e fui lá, acompanhado de nossas duas taças: a da Copa do Nordeste e a do Bicampeonato Estadual. Quatro seguranças foram escalados para tomar conta dos troféus. O mais fraco tinha uns 120 quilos de músculo só num braço.

Pois bem. Eu achava que seria um monte de carros, aquela animação toda, mas bastou chegar perto da cidade, que o “Doutor Claudinor”, um dos organizadores, começou a dar telefonemas, e do nada surgiram batedores para acompanhar nossa Van. Claudionor Filho foi juiz durante 15 anos na cidade e se acostumou com a loucura tricolor de Limoeiro. 

Quando chegamos à cidade foi que vi o tamanho da paixão. 

Eram centenas de carros, milhares de pessoas com o manto coral, trio elétrico, casas decoradas, faixas, fogos. Nunca vi um negócio desses. A cidade literalmente parou para receber as duas taças e celebrar nossas vitórias. Pelos cálculos dos organizadores, eram umas dez mil pessoas. Eu nunca consigo contar essas loucuras.

“A gente faz isso a cada conquista do Santa”, me contou Claudionor, em cima do trio elétrico que cortou a cidade de norte a sul. 

Amigos, era gente dando na canela. Era bandeira nas janelas, era bicicleta acompanhando o trio, era fogos, era tudo. E ideias por segundo. 

Acho que por estar de paletó e representando o clube, anotei 437 ideias de como fazer novos sócios, de como vender ingressos, de fazer uma embaixada coral em Limoeiro, em como facilitar o acesso dos torcedores ao clube e por aí vai.

“Temos uma sala no shopping à disposição do Santa”, me informou Elias Vieira. Fui anotando. Enchi meu caderninho. “Se vocês tivessem trazido 300 ingressos para o jogo contra o Sport, já teriam vendido tudo”, me disse alguém.

O evento é organizado por um grupo de oito amigos, cada um mais louco pelo Santa, com o comando de um nome onipresente: Lula Santos. O que for de loucura, o homem já fez pelo clube. 

As taças fizeram um enorme sucesso. A cidade é tão louca pelo Santa, que até o prefeito, Tiago Cavalcanti, é tricolor. O padre parou a missa para a caravana passar. 

Eu estava feliz e quieto no meu canto, quando alguém me avisou: “Já tás pronto para falar?” 

Glub.

Eu não sabia disso. Ao final da carreata, eu teria que assumir o microfone e falar algumas palavras. Adiantei umas duas Itaipava, comecei a tomar notas. Falei umas coisas e acho que não fiz feio. Mas ninguém estava preocupado com discurso. A cidade só queria mesmo era festejar as glórias corais. 

Fomos a um restaurante e as duas taças ficaram em cima de uma mesa, para a turma tirar fotos. Foram umas duas horas de gente registrando nossas conquistas.

A paixão pelas três cores é muito maior do que imaginamos. 

Agora é pensar em interiorizar este sentimento e voltar outras vezes. A farra, depois da carreata, não foi fraca. Prometi aos limoeirenses retornar em breve, ao lado da diretoria e de alguns jogadores.

Notícias Relacionadas