Seja também um sócio

Somos 10 torcedores

Meta 20.000

Das arquibancadas para o Tribunal

Ela era uma torcedora como qualquer outra. Apesar de sócia desde criança, preferia às arquibancadas a qualquer outro espaço privilegiado do Arrudão. Formada em Direito, quase perdeu a voz no dia em que recebeu do Santa Cruz a proposta de ser indicada pelo clube para compor o Tribunal de Justiça Desportiva (o TJD-PE). Melhor, Alessandra Lins seria a primeira mulher tricolor a integrar o tribunal por indicação do Time do Povo.

Havia, porém, um problema a ser resolvido: ela não estava disposta a abrir mão de viver sua paixão, mas não queria colocar em risco sua representação no Tribunal, principalmente porque logo assumiu a presidência de uma das comissões. Então, Alessandra passou a ir para às arquibancadas ou à geral com uma farta peruca loira, sempre acompanhada do então namorado – e atual marido – Gerrá da Zabumba. Por cinco anos, as autoridades do futebol nunca a reconheceram e os torcedores não tinham ideia de sua dupla identidade. Deu certo até o momento em que ficou grávida, afastou-se e o mandato terminou.